Vendas para o público PCD disparam.

  • Vendas de carros novos com isenção fiscal para pessoas com deficiência têm alta de 346% em seis anos. Autoridades fazendárias acham que concessão do benefício foi longe demais.
  • Atualmente, as vendas para o chamado público PCD têm um peso significativo no setor automotivo do País. De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria, Comércio e Serviços de Tecnologia Assistiva (Abridef), as vendas de veículos com isenção passaram de cerca de 42 mil unidades em 2012 para 187,5 mil no ano passado, uma alta de 346%. Isso levou algumas montadoras a criar versões específicas para o segmento.
  • Embora a sigla PCD signifique “pessoas com deficiência”, o rol de situações que autorizam o benefício é bem maior. Inclui problemas neurológicos, câncer, diabetes, HIV, doenças degenerativas e outras que afetam a mobilidade, como artrose e tendinite.
    A ampliação das possibilidades da lei e a maior divulgação do tema ajudam a explicar a disparada desse tipo de venda. Presidente da Abridef, Rodrigo Rosso,
    diz que esse movimento foi gradual. “Até 2012, era preciso ser o condutor do veículo para ter a isenção. Quando o benefício se estendeu a pessoas que não podiam dirigir,
    pacientes com Síndrome de Down, deficientes visuais, tetraplégicos e autistas foram contemplados”, ele falou “
    Depois, quando a norma passou a falar em mobilidade reduzida, o leque abriu de vez. Câncer de próstata ou mama limita a força e o movimento. Diabetes causa amputação de membros. Se você vir a quantidade de doenças que deixam sequelas motoras, um em cada dois consumidores pode comprar com isenção.”
    De olho na alta das vendas, várias montadoras criaram versões pensadas para o público PCD, com venda exclusiva ou não. Todas trazem câmbio automático, suficiente para facilitar o uso do carro por um número expressivo de portadores de limitações físicas. Como a conta precisa fechar abaixo de R$ 70 mil para permitir o desconto do ICMS, várias dessas versões deixam de fora itens de perfumaria como rodas de liga leve, central multimídia e faróis de neblina.
    A Chevrolet já oferecia a versão Advantage de Onix e Prisma, com câmbio automático de seis marchas e acabamento simplificado. Para o hatch, a tabela parte de R$ 55.290. Agora, lançou uma configuração do Cobalt para PCD, com o mesmo tipo de transmissão, por R$ 69.990.
    Até recentemente, o único Volkswagen com câmbio automático abaixo de R$ 70 mil era o Polo Comfortline 1.0 turbo. Agora, a marca oferece essa transmissão para Gol, Voyage, Polo e Virtus com motor 1.6 de até 117 cv. Com isso, a opção mais em conta para o público PCD passou a ser o Gol, com tabela de R$ 54.580.
    Como os utilitários-esportivos passaram a ser os queridinhos do consumidor, a procura pelas versões destinadas às vendas especiais disparou. Tanto que algumas marcas deixaram de aceitar novos pedidos neste ano.
    Com dificuldade de adequar a produção à demanda, as fabricantes corriam o risco de não conseguir entregar as encomendas dentro do prazo de 120 dias estipulado nas cartas de isenção, o que frustraria os clientes.
    Para o Kicks S Direct, única versão com tabela abaixo do limite (R$ 68.640), a aceitação de novos pedidos foi suspensa no início de junho e só será retomada em janeiro do ano que vem. A Nissan informa que, de abril a junho deste ano, as vendas para PCD cresceram 300% ante o mesmo período de 2017.
    A Hyundai dobrou o volume de produção do Creta Attitude 1.6, versão exclusiva para PCD, tabelada a R$ 69.990. Ao receber 10 mil encomendas apenas em julho, a empresa optou por interromper as vendas. “Nossa capacidade produtiva se esgotaria rapidamente e tínhamos de honrar os pedidos feitos”, diz um porta-voz da marca. As vendas só serão retomadas em 2019, ainda sem previsão de data.
    Vale lembrar que, nas vendas especiais para PCD, o carro é faturado ao cliente diretamente pela fábrica. Por isso, as unidades expostas em concessionárias não podem atender esse tipo de pedido.
    Alex Azevedo
    Jornalista ♿️
    fonte:https://jornaldocarro.estadao.com.br/carros/vendas-pcd-disparam-preocupam/

    Deixe um comentário

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s